🔥 | Latest

Salemence: Allah's Messenger (*) said, "If Allah wants to do good to somebody, He afflicts him with trials." A very inspiring Story: must read BEAUTIFUL STORY MUST READ @islamleveryone A Man Named Rashed This is a true story about a man named Rashed. He tells his story as follows… I was not more than thirty years old when my wife gave birth to my first child. I still remember that night. I had stayed out all night long with my friends, as was my habit. It was a night filled with useless talk, and worse, with backbiting, gossiping, and making fun of people. I was mostly the one who made people laugh; I would mock others and my friends would laugh and laugh. I remember on that night that I’d made them laugh a lot. I had an amazing ability to imitate others – I could change the sound of my voice until I sounded exactly like the person I was mocking. No one was safe from my biting mockery, even my friends; some people started avoiding me just to be safe from my tongue. I remember on that night, I had made fun of a blind man who I’d seen begging in the market. What was worse, I had put my foot out in front him – he tripped and fell, and started turning his head around, not knowing what to say. I went back to my house, late as usual, and I found my wife waiting for me. She was in a terrible state, and said in a quivering voice, “Rashed… where were you?” “Where would I be, on Mars?” I said sarcastically, “With my friends of course.” She was visibly exhausted, and holding back tears, she said, “Rashed, I’m so tired. It seems the baby is going to come soon.” A silent tear fell on her cheek. I felt that I had neglected my wife. I should have taken care of her and not stayed out so much all those nights… especially since she was in her ninth month. I quickly took her to the hospital; she went into the delivery room, and suffered through long hours of pain. I waited patiently for her to give birth… but her delivery was difficult, and I waited a long time until I got tired. So I went home and left my phone number with the hospital so they could call with the good news. An hour later, they called me to congratulate me on the birth of Salem. I went to the hospital immediately. As soon as they saw me, they asked me to go see the doctor who had overlooked my wife’s delivery. “What doctor?” I cried out, “I just want to see my son Salem!” Continues 👇
Salemence: Allah's Messenger (*) said,
 "If Allah wants to do good to somebody,
 He afflicts him with trials."
 A very inspiring Story: must read
 BEAUTIFUL STORY
 MUST READ
 @islamleveryone
A Man Named Rashed This is a true story about a man named Rashed. He tells his story as follows… I was not more than thirty years old when my wife gave birth to my first child. I still remember that night. I had stayed out all night long with my friends, as was my habit. It was a night filled with useless talk, and worse, with backbiting, gossiping, and making fun of people. I was mostly the one who made people laugh; I would mock others and my friends would laugh and laugh. I remember on that night that I’d made them laugh a lot. I had an amazing ability to imitate others – I could change the sound of my voice until I sounded exactly like the person I was mocking. No one was safe from my biting mockery, even my friends; some people started avoiding me just to be safe from my tongue. I remember on that night, I had made fun of a blind man who I’d seen begging in the market. What was worse, I had put my foot out in front him – he tripped and fell, and started turning his head around, not knowing what to say. I went back to my house, late as usual, and I found my wife waiting for me. She was in a terrible state, and said in a quivering voice, “Rashed… where were you?” “Where would I be, on Mars?” I said sarcastically, “With my friends of course.” She was visibly exhausted, and holding back tears, she said, “Rashed, I’m so tired. It seems the baby is going to come soon.” A silent tear fell on her cheek. I felt that I had neglected my wife. I should have taken care of her and not stayed out so much all those nights… especially since she was in her ninth month. I quickly took her to the hospital; she went into the delivery room, and suffered through long hours of pain. I waited patiently for her to give birth… but her delivery was difficult, and I waited a long time until I got tired. So I went home and left my phone number with the hospital so they could call with the good news. An hour later, they called me to congratulate me on the birth of Salem. I went to the hospital immediately. As soon as they saw me, they asked me to go see the doctor who had overlooked my wife’s delivery. “What doctor?” I cried out, “I just want to see my son Salem!” Continues 👇

A Man Named Rashed This is a true story about a man named Rashed. He tells his story as follows… I was not more than thirty years old whe...

Salemence: Agedita Acredita Quanto menos ormimoS mais sonhamos f/ACREDITANISSOOFICIAL @ACREDITANISSO @AcreditaNisso? Três anos atrás, Eva Salem se meteu numa encrenca com um crocodilo. Sua mão ficou presa nas mandíbulas mas, mesmo em pânico, ela conseguiu acertar o animal e se livrar dele. Então ela acordou. Sonhos são absurdamente persistentes. Perca algumas horas de sono e o seu cérebro irá computar que você está devendo sonhos – e vai querer acertar as contas assim que você fechar suas pálpebras. Este fenômeno é chamado de rebote do sono REM. O REM ou “rapid eye moviment” (movimento rápido dos olhos) se refere aos movimentos rápidos e bruscos dos olhos enquanto estamos dormindo. É o estado em que sonhamos mais intensamente e nossa atividade cerebral é misteriosamente semelhante àquela quando estamos despertos. Ao mesmo tempo, nossa musculatura fica inativa e nós nos encontramos paralisados. O dedão pode até sacudir, mas basicamente não podemos nos mover, uma vez que o cérebro protege nosso corpo para que ninguém tente colocar na prática aquilo com que está sonhando. O sono está dividido em REM e quatro estágios não-REM, cada um com uma freqüência distinta de atividade cerebral. O primeiro estágio não-REM é o período inicial em que o indivíduo não está nem dormindo, nem acordado e que às vezes é interrompido por uma sensação de estar caindo em um buraco. No segundo estágio, o cérebro diminui o ritmo e mantém apenas algumas atividades. Nos estágios três e quatro o cérebro praticamente desliga e entra em um período de dormência durante o qual as freqüências cardíaca e respiratória diminuem dramaticamente. Só depois de 70 min de sono não-REM é que entramos no primeiro período de REM, que dura apenas 5 min. O ciclo não-REM é de mais ou menos 90 min. O padrão se repete em média 5 vezes ao longo da noite. Mas conforme a noite vai passando, os estágios REM aumentam e os não-REM diminuem, resultando em um período de 40 min de sonho, pouco antes da hora de despertar. Fonte: ScientificAmerican . ➡️ @Nandinhatw (ADM)
Salemence: Agedita
 Acredita
 Quanto menos
 ormimoS
 mais sonhamos
 f/ACREDITANISSOOFICIAL
 @ACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Três anos atrás, Eva Salem se meteu numa encrenca com um crocodilo. Sua mão ficou presa nas mandíbulas mas, mesmo em pânico, ela conseguiu acertar o animal e se livrar dele. Então ela acordou. Sonhos são absurdamente persistentes. Perca algumas horas de sono e o seu cérebro irá computar que você está devendo sonhos – e vai querer acertar as contas assim que você fechar suas pálpebras. Este fenômeno é chamado de rebote do sono REM. O REM ou “rapid eye moviment” (movimento rápido dos olhos) se refere aos movimentos rápidos e bruscos dos olhos enquanto estamos dormindo. É o estado em que sonhamos mais intensamente e nossa atividade cerebral é misteriosamente semelhante àquela quando estamos despertos. Ao mesmo tempo, nossa musculatura fica inativa e nós nos encontramos paralisados. O dedão pode até sacudir, mas basicamente não podemos nos mover, uma vez que o cérebro protege nosso corpo para que ninguém tente colocar na prática aquilo com que está sonhando. O sono está dividido em REM e quatro estágios não-REM, cada um com uma freqüência distinta de atividade cerebral. O primeiro estágio não-REM é o período inicial em que o indivíduo não está nem dormindo, nem acordado e que às vezes é interrompido por uma sensação de estar caindo em um buraco. No segundo estágio, o cérebro diminui o ritmo e mantém apenas algumas atividades. Nos estágios três e quatro o cérebro praticamente desliga e entra em um período de dormência durante o qual as freqüências cardíaca e respiratória diminuem dramaticamente. Só depois de 70 min de sono não-REM é que entramos no primeiro período de REM, que dura apenas 5 min. O ciclo não-REM é de mais ou menos 90 min. O padrão se repete em média 5 vezes ao longo da noite. Mas conforme a noite vai passando, os estágios REM aumentam e os não-REM diminuem, resultando em um período de 40 min de sonho, pouco antes da hora de despertar. Fonte: ScientificAmerican . ➡️ @Nandinhatw (ADM)

@AcreditaNisso? Três anos atrás, Eva Salem se meteu numa encrenca com um crocodilo. Sua mão ficou presa nas mandíbulas mas, mesmo em pâni...

Salemence: Aaedika Nisso? Quanto menos dormimos mais sonhamos f /ACREDITANissobFICIAL OACREDITANISSO @AcreditaNisso? Três anos atrás, Eva Salem se meteu numa encrenca com um crocodilo. Sua mão ficou presa nas mandíbulas mas, mesmo em pânico, ela conseguiu acertar o animal e se livrar dele. Então ela acordou. Sonhos são absurdamente persistentes. Perca algumas horas de sono e o seu cérebro irá computar que você está devendo sonhos – e vai querer acertar as contas assim que você fechar suas pálpebras. Este fenômeno é chamado de rebote do sono REM. O REM ou “rapid eye moviment” (movimento rápido dos olhos) se refere aos movimentos rápidos e bruscos dos olhos enquanto estamos dormindo. É o estado em que sonhamos mais intensamente e nossa atividade cerebral é misteriosamente semelhante àquela quando estamos despertos. Ao mesmo tempo, nossa musculatura fica inativa e nós nos encontramos paralisados. O dedão pode até sacudir, mas basicamente não podemos nos mover, uma vez que o cérebro protege nosso corpo para que ninguém tente colocar na prática aquilo com que está sonhando. O sono está dividido em REM e quatro estágios não-REM, cada um com uma freqüência distinta de atividade cerebral. O primeiro estágio não-REM é o período inicial em que o indivíduo não está nem dormindo, nem acordado e que às vezes é interrompido por uma sensação de estar caindo em um buraco. No segundo estágio, o cérebro diminui o ritmo e mantém apenas algumas atividades. Nos estágios três e quatro o cérebro praticamente desliga e entra em um período de dormência durante o qual as freqüências cardíaca e respiratória diminuem dramaticamente. Só depois de 70 min de sono não-REM é que entramos no primeiro período de REM, que dura apenas 5 min. O ciclo não-REM é de mais ou menos 90 min. O padrão se repete em média 5 vezes ao longo da noite. Mas conforme a noite vai passando, os estágios REM aumentam e os não-REM diminuem, resultando em um período de 40 min de sonho, pouco antes da hora de despertar. Fonte: ScientificAmerican . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw
Salemence: Aaedika
 Nisso?
 Quanto menos dormimos
 mais sonhamos
 f /ACREDITANissobFICIAL
 OACREDITANISSO
@AcreditaNisso? Três anos atrás, Eva Salem se meteu numa encrenca com um crocodilo. Sua mão ficou presa nas mandíbulas mas, mesmo em pânico, ela conseguiu acertar o animal e se livrar dele. Então ela acordou. Sonhos são absurdamente persistentes. Perca algumas horas de sono e o seu cérebro irá computar que você está devendo sonhos – e vai querer acertar as contas assim que você fechar suas pálpebras. Este fenômeno é chamado de rebote do sono REM. O REM ou “rapid eye moviment” (movimento rápido dos olhos) se refere aos movimentos rápidos e bruscos dos olhos enquanto estamos dormindo. É o estado em que sonhamos mais intensamente e nossa atividade cerebral é misteriosamente semelhante àquela quando estamos despertos. Ao mesmo tempo, nossa musculatura fica inativa e nós nos encontramos paralisados. O dedão pode até sacudir, mas basicamente não podemos nos mover, uma vez que o cérebro protege nosso corpo para que ninguém tente colocar na prática aquilo com que está sonhando. O sono está dividido em REM e quatro estágios não-REM, cada um com uma freqüência distinta de atividade cerebral. O primeiro estágio não-REM é o período inicial em que o indivíduo não está nem dormindo, nem acordado e que às vezes é interrompido por uma sensação de estar caindo em um buraco. No segundo estágio, o cérebro diminui o ritmo e mantém apenas algumas atividades. Nos estágios três e quatro o cérebro praticamente desliga e entra em um período de dormência durante o qual as freqüências cardíaca e respiratória diminuem dramaticamente. Só depois de 70 min de sono não-REM é que entramos no primeiro período de REM, que dura apenas 5 min. O ciclo não-REM é de mais ou menos 90 min. O padrão se repete em média 5 vezes ao longo da noite. Mas conforme a noite vai passando, os estágios REM aumentam e os não-REM diminuem, resultando em um período de 40 min de sonho, pouco antes da hora de despertar. Fonte: ScientificAmerican . SIGAM-ME OS BONS ➡️ @Nandinhatw

@AcreditaNisso? Três anos atrás, Eva Salem se meteu numa encrenca com um crocodilo. Sua mão ficou presa nas mandíbulas mas, mesmo em pâni...